Porteiros de escolas estaduais do Vale do São Francisco ameaçam entrar em greve

0

Devido ao atraso nos salários de outubro, os porteiros terceirizados das escolas estaduais do Vale do São Francisco ameaçam fazer greve. A situação atinge todas as escolas que são atendidas pela Empresa Unika Terceirização e Serviços, que ganhou licitação no lugar da empresa Soservi. Segundo o Blog do Magno, caso a greve se confirme, as escolas poderão ser prejudicadas. Ainda não se sabe o motivo que leva a empresa a atrasar os salários. O salário médio para porteiro escolar é de R$ 1.266,00. O salário pode variar de R$ 935 a R$ 1.830.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MPF vai investigar brasileiros que assediaram mulher na Rússia

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um inquérito criminal para apurar se os brasi…