Petrolina quer potencializar o turismo local

1

A nova gestão municipal, que tem o prefeito Miguel Coelho (PSB) à frente, está “reiniciando” o turismo em Petrolina. Segundo o secretário de Turismo local, Marcus Pamponet, o setor passou cerca de 10 anos sem investimentos, mas, agora, a ideia é renovar a atividade, começando pela promoção da festa de São João (que segue até o dia 24 de junho) e a reativação do Conselho de Turismo Municipal (que une iniciativa privada e governo, após seis anos extinto). Turismo rural, de aventura, enoturismo e turismo de negócios estão entre as potencialidades a serem exploradas daqui para frente.

“Janeiro foi o marco zero para o turismo. Após esse tempo sem investimentos, focado apenas em eventos, a gente pegou um trade desacreditado e estamos querendo trazer o sentimento de crença. O pessoal tem tomado fôlego”, conta Pamponet.

Petrolina conta com 4,7 mil leitos distribuídos entre 17 hotéis relevantes (entre três e quatro estrelas) e pousadas. O turismo está entre as atividades econômicas mais fortes, juntamente com a agricultura e o comércio, segundo o secretário.

Em pleno Sertão pernambucano, Petrolina está a 722 quilômetros (km) do Recife e a 500 km de Salvador, com voos diários partindo das duas capitais e ainda de Brasília e São Paulo. É cortada pelo São Francisco, tem ilhas, como a do Rodeadouro, com imenso potencial turístico, e pontos como o Serrote do Urubu. Para mover o enoturismo, o apelo é incontestável: o Vale do São Francisco está entre os maiores produtores e uvas e vinhos do mundo.

O visitante tem ainda a oportunidade de fazer os roteiros das Águas aos vinhos, um passeio para conhecer a produção da Rio Sol, e os parrerais, e as etapas de fabricação de um vinho, e o Vapor do Vinho, para conhecer a vinícola Miolo, com degustação de vinhos e música ao vivo e um banho na Ilha da Fantasia, em Sobradinho.

Os atrativos de Petrolina incluem ainda o Centro cultural Ana das Carrancas, a Oficina do Artesão Mestre Quincas, a Trilha da Caatinga, o Bodódromo/ Centro gastronômico e a linda Catedral de Petrolina.
Calendário
O festejo junino inicia o calendário que tem potencial para atrair turistas – basicamente vindos do Recife e de Salvador. No período, o trade espera alcançar 100% de ocupação.

A localização de Petrolina dá um raio de alcance interessante e diferenciado, já que está a um passo da Bahia, fazendo limites com as cidades de Juazeiro, Sobradinho e Casa Nova.

Após o São João, já em julho, o município receberá a 18ª edição do encontro de motociclistas Moto Chico, o Encontro Nacional de Motociclistas do Vale do São Francisco, que dura três dias, entre 6 e 9 de julho, na área externa do Parque Josepha Coelho. Petrolina segue o calendário com a Festa da Primavera, prevista para setembro, evento multicultural que inclui música e gastronomia.

* – A repórter viajou a convite da Prefeitura de Petrolina.

1 Comentário

  1. adenilton dourado carvalho

    20 de junho de 2017 em 16:46

    O POTENCIAL TURÍSTICO DE PETROLINA É DE FATO MUITO AMPLO E NECESSITA APENAS DE UMA MELHOR EXPLORAÇÃO POR PARTE DAS AUTORIDADES, ALOCANDO RECURSOS EM ALGUNS PONTOS, COMO O EXTRAORDINÁRIO E EXUBERANTE PONTO LOCALIZADO NO SERROTE DO URUBU.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Distritos da zona rural de Juazeiro ficarão sem água a partir de sexta-feira (25)

Os moradores das comunidades de Guanhães e sede do Distrito de Itamotinga, Aroeira, Junco,…