Nós oferecemos qualidades aos estudantes, mas dentro dos nossos limites”, frisa reitor da Univasf

0

reitor

Na nossa série de etapas de entrevistas com o Reitor da Univasf Julianeli Tolentino, você leitor acompanhou em matéria anterior, que o mesmo tratou sobre o assunto, Hospital Universitário, onde afirmou que o padrão Fifa que pretendiam alcançar no início da gestão continua sendo uma meta e que não retira o que disse, já que a ideia, segundo ele é diminuir as reclamações.

Já nessa segunda parte da entrevista com o reitor da Univasf, O mesmo revela porque alguns problemas com os estudantes ainda existem, apesar dos recursos para a assistência estudantil ultrapassarem R$ 4 milhões por ano e fala sobre relação entre professores e alunos e sobre possível aprovação do bônus regional para estudantes da região.

Assistência aos estudantes

Sobre assistência aos estudantes da instituição Julianele reforça que existe um diálogo com os estudantes através dos CA’s, DCE, entre outros, e que mês a mês tem ouvido a opinião dos estudantes para a melhora do processo de formação dos estudantes e viabilizar os interesses únicos e exclusivos dos estudantes.

“Para se ter uma ideia só a Univasf comporta de uma Câmara de assistência estudantil com a participação de 70% dos estudantes em que eles avaliam os recursos que são destinados a classe”, disse.

O Volume de recursos destinado aos discentes, segundo o reitor ultrapassa os 4 milhões de reais por ano e os próprios decidem como esses valores serão aplicados.

protesto1Apesar dos ganhos, existem alguns problemas pontuais que são registrados na instituição. Os mais recentes casos inclui o protesto feito pelos estudantes ainda nesse mês por problemas ocorridos no transporte dos estudantes do Campus Ciências Agrários (CCA) e sobre a falta de manutenção do curral e as questões envolvendo os seis campi da instituição.

“Vamos finalizar agora o processo de limpeza e reforma do ambiente para que os alunos possam exercer suas atividades e em relação ao transporte, nós ampliamos a quantidade de ônibus, agora são seis. O que estava acontecendo eram problemas em relação ao ajuste do horário e os ônibus já estão funcionando. Nós oferecemos qualidade aos estudantes, mas dentro dos nossos limites”, frisou.

Convivência entre professores e alunos

Existem algumas queixas dos estudantes com relação à conduta de alguns docentes. Segundo informações de alguns alunos, existem professores que estariam abusando do poder, reprovando turmas inteiras e usando palavras grosseiras para tratar os alunos.

De acordo com Julianelli, a administração da área tem ouvido os professores e alunos para saber se existe alguma dualidade de convivência entre eles e que tem conhecimento das queixas dos estudantes em relação à conduta de alguns docentes e para que a Universidade possa tomar as medidas cabíveis, é necessário que as denúncias sejam formalizadas junto à instituição por meio da Ouvidoria.

“O professor tem autonomia para executar suas atividades de acordo com plano pedagógico que ele deverá apresentar e os alunos precisam respeitar, agora caso ocorra abuso ente ambos, a parte envolvida que se sentir prejudicada que faça a denúncia e prove”, reforça.

Bônus Regional

Estudantes da região cobram que a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), adote uma política de interiorização do ensino. A proposta é de que os egressos do Ensino Médio de escolas públicas ou particulares e de cursinhos da região recebam uma bonificação na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A medida é para diminuir a quantidade de alunos da região que precisam estudar em outras localidades.

estudante2O sistema de bônus regional já acontece na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Caruaru e Vitória de Santo Antão e também na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Caicó e Belém do Pará. Nestas instituições a bonificação está em vigor, sendo 10% na UFPE e 20% na UFRN.  Os estudantes também pedem esse mesmo valor no bônus na região.

O MEC colocou uma portaria normativa Nº 21 publicada no dia 05 de novembro de 2012, que regulamenta todo processo do Sisu/ENEM o direito a bonificação com descontos que chegam a 20% em algumas universidades.

Sobre o assunto, o reitor afirma que Já foi elaborado um documento através da secretaria de controle acadêmico e que a ideia da bonificação será apresentada em breve ao conselho universitário com instancia máxima para deliberação que deverá ser julgado e aprovado.

“Não sei quanto será esse bônus, se 15 ou 20%, mas o conselho é quem vai deliberar sobre isso e consequentemente iremos ofertar as vagas com esse percentual de bonificação”, ressaltou.

A discussão vem permeando os espaços da pro reitoria de ensino desde 2013 com o advento de uma ação semelhante da Universidade Federal do Rio Grande do Norte que para os campi do interior a exemplo de Caicó os estudantes daquela região já são contemplados. O conselho universitário deverá aprovar o bônus em meados de Julho e caso ocorra empate, a votação terá voto de minerva do reitor. “O conselho decidindo eu aprovo, se ele reprovar eu vou aceitar mesmo assim”, confirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Prazo para renovação de contratos do Fies é prorrogado para 30 de novembro

Os estudantes poderão renovar os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até…