Meio ambiente: Salgueiro vai plantar 5 mil árvores até 2016

0

mudas

Principal cidade do Sertão Central, apontada como uma das mais quentes onde a temperatura na maior parte do ano chega aos 38°, Salgueiro (a 518 quilômetro de Recife) ganhará até o final do ano um nova paisagem e poderá ficar mais verde. É que as secretarias de Serviços Públicos, de Planejamento e Meio Ambiente e de Desenvolvimento Rural estão trabalhando em conjunto o programa Salgueiro Arborizada que até 2016 visa plantar 5 mil árvores de diversas espécies. Tamboris, trapiás, arapiracas e catingueiras são algumas das espécies que serão espalhadas em pontos estratégicos da cidade, compreendendo o centro, bairros e até as vilas de distritos. Além de contribuir com o meio ambiente, outra meta do programa é moldar a paisagem urbana já que a cidade está passando por transformações urbanísticas, ganhando um novo asfalto que está se estendendo para outras vias públicas antes de calçamento com paralelepípedos.

Só no início do projeto, já foram plantadas 150 mudas e até o mês de setembro, serão cerca de mil novas mudas. Nesta primeira etapa, serão priorizadas as áreas das margens de canais, riachos e açudes. A Avenida Beira Canal, por exemplo, já foi finalizada. O programa também vai fazer o plantio de mudas às margens do Açude Velho que fica na área central e o Açude Novo, nas proximidades do bairro do Prado. De acordo com o diretor de Gestão Ambiental da Prefeitura, Gustavo Marques, as mudas têm o tamanho mínimo de 1,8 metros com o objetivo de recompor a mata ciliar protegendo os espelhos d’águas com a redução da evaporação, além do melhoramento das condições climáticas e da criação de áreas sombreadas para os pedestres.

Numa segunda etapa, que deve ser cumprida até o fim de 2016, mais quatro mil árvores vão compor o cenário natural da sede do município e as vilas dos distritos, , promovendo a qualidade do ar e a diminuição da temperatura. “Espaços públicos como parques, praças, canteiros centrais e principais entradas da cidade receberão mudas de ipês amarelo, roxo e branco, jacarandá e salgueiros”, acrescenta Gustavo. Neste último caso, a árvore símbolo do município( que deu origem ao nome do município) está sendo produzida numa área de pesquisa da Secretaria de Desenvolvimento Rural, através da técnica conhecida como estaquia – que utiliza partes da planta matriz para obter outras iguais. As demais espécies já são adaptadas ao semiárido. (Foto Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Escolas municipais de Salgueiro são referência em aprendizagem

As escolas municipais de Salgueiro, Alberto Soares, Dom Malan e Valdemar Menezes foram esc…