Leitor Repórter: Volta à tona polêmica envolvendo construção em praça pública e moradores da Cohab Massangano estão revoltados

0

A polêmica envolvendo um espaço para a construção de uma Praça no bairro Cohab Massangano, segundo projeto aprovado pela câmara de vereadores em 2009 continua, e dessa vez, os moradores estão revoltados.

Materiais de construções foram colocados nesta quinta-feira (10), no terreno que segundo populares deveria servir para um local de lazer da comunidade.

A área, de acordo dados pertence a um particular, mas leitores do Blog aguardam uma solução da prefeitura sobre o caso, pois a ideia é de construírem um galpão.

“Dessa vez já estão encostado os materiais pra construir um muro, no terreno da nossa Praça. Mais cedo chegou uma pessoa e falou pra o Senhor João, que tem um barraquinho, que o senhores Mateus e Rodrigo Coelho vinham conversar com ele pra retirar o barraco porque o Sr. Mateus comprou o terreno e já estaria legalizado. Como se pode comprar um terreno que é dos moradores?
Pedimos as autoridades de direito e também os vereadores q não sejam omissos em relação a esse problema, estamos pedindo justiça”, desabafa o leitor.

Em relação a matéria publicada através do quadro ‘Blog na Rua’, onde uma possível construção poderia ocupar o espaço da Praça no Bairro Cohab Massangano, em Petrolina, a nossa redação recebeu alguns documentos no dia 1º de agosto de 2018, que estariam comprovando que o local pertence a SETE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIO LTDA.

Durante mais de 69 anos, a área denominada Fazenda Saco, com mais de 9,4 hectares, pertencia a família Sales, que adquiriu do Senhor Horácio Ferreira, em 1951. Os herdeiros de comum acordo teriam vendido essa propriedade para a SETE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIO, em 2010.

Em 2018, o espaço localizado por trás do Posto Dona Rosa foi vendido para um cliente da  SETE NEGÓCIO IMOBILIÁRIO.

Conforme a certidão negativa de tributos do imóvel da Prefeitura de Petrolina, válida até o dia 23 de outubro de 2018, não constam ônus reais na área identificada como “Fazenda Saco”.

Outro documento comprova ainda a autenticação da localidade pelo 1º Registro de Imóveis de Petrolina, e uma certidão considera o registro da área como Loteamento Bella Vista III, que inclusive apresenta medidas do imóvel e uma planta do espaço conforme documentação.

A comunidade aguarda urgente, um posicionamento da Prefeitura de Petrolina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Bahia oferece 10 mil vagas para cursos técnicos; Juazeiro na lista

A Secretaria da Educação do Estado oferece 10 mil vagas para cursos técnicos de nível médi…