Justiça suspende propaganda do governo que explica ajuste fiscal

0

propaganda

O juiz federal Renato Coelho Borelli, da 20ª Vara do Distrito Federal, determinou nesta quarta-feira (24) que o governo federal suspenda a veiculação da campanha publicitária criada para esclarecer a população sobre as medidas do ajuste fiscal.

De acordo com a decisão, a União terá 72 horas para suspender a veiculação das peças que tratam das mudanças no pagamento de pensões, seguro-desemprego e sobre o sistema energético, no rádio, na internet e na televisão. Caso contrário, pagará multa de R$ 50 mil. O juiz atendeu a um pedido do PSDB e entendeu que o conteúdo não condiz com a realidade.

“Resta claro que a publicidade feita pelo governo federal ofende diretamente os princípios basilares da boa administração pública, trazendo inconsistências entre sua divulgação e o efetivamente ocorrido, motivo pelo qual o pleito liminar deve ser deferido”, decidiu Borelli. Em defesa protocolada no processo, a Advocacia-Geral da União (AGU), órgão que representa o governo na Justiça, argumentou que o partido não tinha legitimidade para propor a ação e defendeu a rejeição da liminar. Segundo a Agência Brasil, a assessoria da Secretaria de Imprensa da Presidência da República informou que o governo só vai se pronunciar sobre a decisão depois que for notificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Em nota, Secretaria Estadual de Saúde informa que mesmo com crise econômica não tem medido esforços para regularizar situação do Hospital de Ouricuri (PE)

Após os médicos que atuam no Hospital Regional Fernando Bezerra (HRFB) em Ouricuri, no Ser…