Jair Bolsonaro diz que vai criar o “13º do Bolsa Família”

0

O presidente nacional do PSL, Gustavo Bebbiano, afirmou nesta quarta-feira (10) que, se eleito, o presidenciável do partido, Jair Bolsonaro, vai implementar um 13º salário para os beneficiários do programa Bolsa Família. Segundo o dirigente do PSL, a proposta estava prevista no plano de governo de Bolsonaro, mas foi a ideia foi confirmada definitivamente “agora”.

O plano de governo do PSL não trata de concessão de 13º salário ao Bolsa Família, mas propõe “modernização e aprimoramento” do programa e do abono salarial “com vantagens para os beneficiários”.

No mês passado, o candidato a vice na chapa de Bolsonaro, general Hamilton Mourãocríticou o 13º salário e o abono de férias durante uma palestra na Câmara de Dirigentes Lojistas de Uruguaiana (RS). Na ocasião, Mourão disse que os dois direitos trabalhistas – que ele classificou de “jabuticabas brasileiras” – são “uma mochila nas costas de todo empresário”, referindo-se a um peso para a iniciativa privada.

Diante da repercussão negativa da declaração de Mourão, Bolsonaro veio a público, durante o período em que estava internado em um hospital após ser vítima de um ataque, para desautorizar as falas do colega de chapa.

Na semana passada, entretanto, o vice de Bolsonaro voltou a criticar o benefício dos trabalhadores, ressaltando que tem empresa que fecha por não conseguir pagar o 13º e que o próprio governo enfrenta dificuldades, pois já chegou no limite e não pode mais emitir títulos sem entrar na chamada regra de ouro. De acordo com Mourão, se as pessoas recebessem o salário “condignamente”, poderiam economizar e teriam mais no final do ano.

Ao falar com jornalistas nesta quarta após uma visita ao presidenciável do PSL no Rio de Janeiro, Gustavo Bebbiano afirmou que a proposta de estender o 13º salário ao Bolsa Família foi uma ideia de Mourão.

“Essa é uma notícia que a gente não iria divulgar agora, mas o capitão [Bolsonaro] decidiu que seria assim. É uma proposta que foi costurada, desenhada e pensada pelo general Mourão, que é a implementação de um 13º do Bolsa Família”, disse o presidente do PSL.

“O Bolsa Família é pago em 12 parcelas, e nós vamos incluir no plano de governo o pagamento do 13º em dezembro”, complementou.

Bebbiano não deu muitos detalhes sobre como funcionaria o 13º para o Bolsa Família, porém, adiantou que, talvez, o benefício extra aos beneficiários do programa de transferência de renda seria pago em novembro e dezembro, “talvez em duas parcelas”. “Mas isso o Paulo Guedes vai definir no momento certo”, acrescentou o presidente do PSL. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Um Homicídio foi registrado na penitenciária de Petrolina

Na manhã deste domingo (09) a equipe de investigação foi acionada em virtude de um suposto…