Hondurenhos e tocantinenses vêm a Pernambuco conhecer o Modelo de Gestão do Estado

0

honduras

O Modelo de Gestão Todos Por Pernambuco chamou mais uma vez a atenção de gestores públicos de fora do Estado e do País. Nesta quarta-feira (6), duas comitivas, uma do Tocantins e outra de Honduras, visitaram a sede da Secretaria de Planejamento Orçamento e Gestão para iniciar um período de três dias de reuniões, palestras e troca de experiências. As agendas coincidiram nos dias, no entanto, a procura aconteceu por motivos distintos.

O secretário de Planejamento do Tocantins, David Siffert Torres, e sua comitiva procuraram conhecer o Todos Por Pernambuco por indicação do Banco Mundial – BIRD, que apresenta o caso de Pernambuco como um modelo exitoso a ser seguido. Já a delegação de Honduras, país da América Central, veio a Pernambuco por indicação do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, que classificou Pernambuco como um exemplo, na America Latina, de aplicação do conceito de “Centro de Governo”.

A Seplag preparou agendas paralelas para que as duas comitivas, nos três dias de encontros, mergulhassem profundamente em todos os processos do Modelo de Gestão de Pernambuco e conhecessem os seus avanços, no que tange às estratégias voltadas para o aprimoramento contínuo na consolidação das diversas etapas do ciclo de gestão pública, e especificamente os avanços do Modelo na elaboração de estratégias para formação do Plano Plurianual – PPA.

Na primeira manhã, os secretários executivos Maurício Cruz (Desenvolvimento do Modelo de Gestão) e Adriano Danzi (Orçamento) receberam os hondurenhos e tocantinenses, deram as boas vindas e já começaram a demonstrar o funcionamento do Modelo. “Encontros como estes são importantes oportunidades de troca de experiências. As pessoas que vêm de fora ficam impressionadas com as soluções que encontramos aqui, em Pernambuco. Não existe nenhuma grande novidade, apenas levamos muito a sério o que nos propomos a fazer, além de perseguir com disciplina severa as metas traçadas”, explicou Maurício que continuou:

“Outro fator importante do ‘case’ de Pernambuco é fazer as pessoas compreenderem o papel da liderança maior, no caso o governador, em todo o processo”. David Siffert Torres afirmou que o Tocantins está passos atrás de Pernambuco, mas acredita que este é o modelo a ser seguido. “Na primeira oportunidade que tivermos, vamos trazer o governador do nosso Estado para conhecer de perto e na prática o exemplo pernambucano”, garantiu o secretário.

Luiz Fernando Suazo, diretor Presidencial de Gestão por Resultados de Honduras, afirmou estar muito impressionado com o que viu nestas primeiras horas de contato com o Modelo de Gestão do Todos por Penambuco. “Honduras parece com Pernambuco, em termos de tamanho, população e IDH. Por isso é de muita utilidade para Honduras seguir os exemplos e buscar os êxitos alcançados em Pernambuco. O Modelo é uma combinação de sistemas e recursos humanos que está funcionando e pode ser replicado no nosso país”, afirmou.

As agendas das duas comitivas seguem até a próxima sexta-feira (8). O secretário de Planejamento e Gestão, Danilo Cabral, se reúne com os visitantes brasileiros e hondurenhos na quinta-feira (7). Junto com a comitiva hondurenha está o espanhol Martin Alessandro, funcionário do BID em Washington, EUA, especialista em modernização do estado da divisão de capacidade institucional do BID.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Restando apenas detalhes de acabamento, obra da ponte da Avenida dos Tropeiros deve ser concluída na próxima quinta (23)

Está sendo concluído o serviço de manutenção da ponte da Avenida dos Tropeiros, na zona oe…