Funcionários de empresas terceirizadas deverão deixar os cargos e situação já prejudica escolas em Juazeiro

0

demitidos

O Governo da Bahia cancelou os contratos com empresas terceirizadas que não estavam adequados a Lei Anticalote – legislação que assegura aos trabalhadores terceirizados direitos como férias, 13º salário, INSS e multa do FGTS com a dedução do contrato e retenção, por meio de depósito em banco público oficial.

A informação é que todos os funcionários terceirizados, à exemplo daqueles que prestam serviço na área da educação que foram contratados, cumprem aviso e deverão deixar os cargos nos colégios estaduais de Juazeiro ainda essa semana.

Várias escolas do município vizinho já passam pela entrave e muitos alunos retornaram do recesso nesta segunda-feira (4), mas já receberam a informação de que não haveria aula porque as instituições não apresentavam funcionários para trabalhar.

A demissão em massa se deu após a série de protestos realizados desde o ano passado em que reivindicavam salários e benefícios atrasados, além do recolhimento de FGTS que não estava sendo feito. Segundo consta, mesmo após as demissões, os funcionários continuam sem receber os atrasados, e se quer foram informados quando isso vai acontecer. Eles teriam recebido apenas um mês dos atrasados em maio.

Em relação aos serviços que eram prestados pelos terceirizados nos colégios estaduais, como limpeza e portaria por exemplo, em contato com a direção de uma das unidades de educação, esta nos informou que até o momento nada foi esclarecido e se há possibilidade ou não, de outra empresa substituir os demitidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Polícia prende homem acusado de matar a mãe espancada em Juazeiro

A polícia prendeu, na madrugada desta terça-feira (17), Edson Fernandes de Souza Santos, a…