Eu pensei que os poetas fossem eternos!

0

A tristeza impactante da notícia inesperada deixa órfãos os corações dos apaixonados, dos sonhadores e daqueles que anseiam um mundo melhor.Segue Manuca Almeida, em direção a Deus, mas, deixa em nós, a certeza que poetizar a vida, vale a pena, e mesmo tendo medo de amar, mais do que já amou; amou tão intensamente a vida, que eterno se tornou.

Franzino, de corpo mais gigante por natureza, suas ideias e ideais nunca serão esquecidas por nossa juazeiro. Segue em paz eterno poeta. Segue paz com Deus; pois tenho certeza, que os poetas nunca morrem!!!

Homenagem de José Carlos Medeiros dos Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Tratamento para câncer de próstata ganha medicamento inédito

A Anvisa publicou nesta segunda-feira (20) o registro do medicamento genérico acetato de a…