EPTTC de Petrolina lança o Movimento Maio Amarelo

0

movimento

Em 2014 foram 45.916 acidentes de trânsito em PE, sendo 34.288 com motos (75%). Um paciente de acidente grave de trânsito pode gerar, em média, um gasto hospitalar de R$ 230 mil. As multas mais cometidas em 2014 (703 mil) transitar em velocidade superior a máxima permitida, em segundo lugar está avanço de sinal vermelho. A maior incidência de acidentes ocorre entra 17hs e 20hs, representando 23% do total, seguido do período da tarde com 21%.

Focando estes números assustadores foi lançado nesta sexta-feira 8, no auditório do Sest/Senat, em Petrolina, o Movimento Maio Amarelo. A abertura do evento foi realizado pelo diretor presidente da EPTTC-Empresa Petrolinense de Trânsito e Transporte Coletivo. Participaram da mesa o representante da Polícia Rodoviária Federal, Luiz Filho, Corpo de Bombeiros, Coronel Luiz Claúdio; Cassia Guimaraes, 8º Geres. O coordenador do setor de educação da EPTTC, Jilmar Barros proferiu a Palestra como tema Maio Amarelo-Atenção pela Vida.

Inspirado em movimentos de combate e prevenção ao câncer, a exemplo do Outubro Rosa e do Novembro Azul, a EPTTC-Empresa Petrolinense de Trânsito e Transporte Coletivo, através da Prefeitura de Petrolina, em parceria com os mais diferentes setores da sociedade, exemplo o Sest/Senat, mais uma vez promove o Movimento Maio Amarelo, com o objetivo de tornar o trânsito mais seguro por meio da educação e da fiscalização

A programação vai até o dia 31 de maio e prevê a realização de palestras educativas, blitz e conscientização sobre pilotagem defensiva. No dia 31 de maio está previsto um passeio ciclístico saindo da orla e término no Bairro Areia Branca.

O setor de Educação para o trânsito da EPTTC em parceria com o Detran vai distribuir panfletos, com a marca do Movimento Pernambuco Amarelo, de laços amarelos (símbolo principal do Movimento) e de material educativo.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que acidentes de trânsito são a nona maior causa de mortes no mundo e a primeira causa de mortes entre jovens de 15 a 24 anos. Além do prejuízo humano, os acidentes representam um prejuízo financeiro, tendo em vista que respondem por gastos da ordem de 3% do Produto Interno Bruto (PIB).

A cor amarela foi escolhida por simbolizar atenção, em referência à sinalização de advertência no trânsito. Já o mês foi escolhido por ter uma ligação com a história de segurança no trânsito, uma vez que foi em maio de 2011 que a ONU decretou a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. A meta é reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também