Denúncia de propina: Secretário de Turismo disse esperar retratação de artistas que acusaram Empetur e Fundarpe

0

felipe1

O secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, informou, ontem, que irá ingressar com uma ação judicial contra os cantores André Rio e Cezzinha. Os dois artistas acusaram, por meio de áudios gravados pelo Whatsapp, cobranças de propina para contratação no São João do Governo do Estado. Na última sexta, Carreras lançou uma nota, em conjunto com o secretário de Cultura, Marcelino Granja, a presidenta da Empetur, Ana Paula Vilaça, e a presidenta da Fundarpe, Márcia Souto repudiando as acusações.

Segundo Carreras, com a confissão de André Rio, que assumiu a autoria das gravações, o processo será encaminhado à Justiça. “Ele (André Rio) agora muda a postura, falando da política cultural do Estado. Agora, a atuação que ele fez, vai ter que provar para a sociedade e para a classe artística. Caso ele não venha provar, a justiça vai dizer qual será a sua eventual punição”, afirmou o secretário de Turismo, que complementou: “O próprio Cezzinha faz coro ao discurso de André Rio. Ele vai ter que responder. Se tiver mais algum vai ter que responder também. Respeitamos a classe artista, mas isso é algo muito sério. Ele acusou e recuou, mas não fez nenhum tipo de retratação”, disse o secretário.

Repercussão

A divulgação dos áudios tiveram repercussão imediata com os grupos culturais e políticos do Estado. No sábado, alguns artistas locais lançaram um manifesto defendendo a atuação do Governo. O texto tinha diversas assinaturas, inclusive do cantor Alceu Valença, que acabou negando o seu envolvimento no caso. “Ele não assinou nada. Já foi desmentido. Ele não tem nada a ver com essa história”, informou a assessoria do cantor.

Oposição

Em nota, a vereadora Marília Arraes (PT) disse que as denúncias dos artistas são graves e pediu “uma postura transparente e enérgica do Governo do Estado”. Ela ainda disse que as queixas relativas a esse tipo de prática sobre o mesmo grupo que hoje controla o Executivo, já existiam nos bastidores. “Mas, infelizmente, em função das pressões e do medo constante de represálias, a maior parte dos artistas opta por não dar prosseguimento às denúncias”, acusou. Questionado sobre as declarações de Marília, Carreras afirmou que “quem vai responder à vereadora é um vereador”.

O deputado federal Daniel Coelho (PSDB) e a deputada estadual Priscila Krause (DEM) também opinaram sobre o assunto nas redes sociais. Enquanto o tucano provocou o governador Paulo Câmara (PSB) o cobrando sobre punições, a democrata pediu esclarecimento do caso pelos órgãos fiscalizadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Homem acusado por homicídio em Terra Nova é preso em Orocó

Policiais militares do 8° BPM e Civis da Delegacia de Terra Nova, Sertão pernambucano, pre…