Delegado da 17ª coordenadoria de polícia do interior fala sobre os trabalhos da polícia civil no combate ao crime em Juazeiro-BA

0

delegado

Na semana passada o município de Juazeiro bateu recorde no número de homicídios. De janeiro até a primeira semana de abril foram registrados 40 homicídios, um número alarmante e considerado alto, em relação ao mesmo período do ano passado, pelos órgãos responsáveis pela Segurança Pública na cidade. O Blog Geraldo José, nessa segunda-feira (13) conversou com o delegado da 17ª Coordenadoria de Polícia do Interior, Fábio Cândido Conceição, a fim de apurar detalhes sobre os trabalhos de investigação que a Polícia Civil vem realizando frente a esses dados.

Durante a entrevista o delegado ressaltou que o aumento da criminalidade em Juazeiro é um reflexo do estado de violência em que vive o país.  “Os dados estatísticos são alarmantes. Tudo que a gente está vendo em Juazeiro, Petrolina e região é um reflexo do estado de violência que o Brasil vive hoje e é óbvio que isso é preocupante. Nós precisamos nos preocupar com toda a região, principalmente com Juazeiro”, afirmou o delegado.

Com o intuito de deter os envolvidos nos crimes de homicídios na região a Polícia Civil realizou uma operação que resultou na prisão de nove suspeitos. “Nessa operação, que tinha como objetivo combater os homicídios e também os crimes que mais fomentam o homicídio, sendo eles o tráfico de drogas e o roubo, conseguimos capturar nove assassinos. Quanto ao tráfico de drogas conseguimos prender duas quadrilhas, erradicamos um plantio de maconha em Maniçoba, distrito de Juazeiro, e também conseguimos capturar uma quadrilha que praticava roubo de motos”, ressaltou Fábio Cândido.

O delegado pontuou também que há dois grupos de investigadores trabalhando na busca de elucidar os crimes ocorridos nos últimos meses. “Estamos tendo a felicidade de dar respostas imediatas a população. Os dois últimos homicídios que aconteceram na semana passada em Juazeiro um deles nós já concluimos as investigações e o outro já estamos bem perto do desfecho”, frisou o delegado esclarecendo ainda que a maioria dos autores e vítimas dos homicídios tinham uma vida criminal extensa.

De acordo com o delegado Fábio Cândido para combater o crime na cidade reuniões já estão sendo realizadas entre os órgãos de Segurança Pública. “Nós já nos reunirmos na última semana com o Comando da Polícia Militar. As ações precisam ser integradas. Não havendo a integração fica difícil promover a segurança na cidade. A Polícia Civil está investigando e realizando o trabalho que a gente chama de Manchas Criminais, que é marcar os pontos da cidade onde há uma maior ocorrência de criminalidade”, disse.

O delegado salientou também que a falência do sistema penitenciário brasileiro e a falta de projetos reeducativos contribuem para o aumento da criminalidade. “Deve-se investir fortemente na ressocialização dentro dos presídios brasileiros. Nós temos os presídios super-lotados e à medida que vão chegando mais presos obviamente alguns tem que sair. Somente no ano passado mais de três mil casos foram enviados para a justiça criminal de Juazeiro. A Polícia Civil não vai resolver sozinha o problema de segurança pública. A polícia trabalha com a consequência dos fatos e uma das causas desses crimes é a falta de uma educação familiar. Cabe aos pais serem educadores, gestores e formadores da opinião dos seus filhos. A família tem que resgatar aqueles valores que de fato irão contribuir para uma sociedade mais justa”, concluiu. (Blog Geraldo José).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Salgueiro: Cerca de dois mil currículos são recebidos por empresa responsável pela retomada das obras da Transposição

Em Salgueiro, a chegada do consórcio Emsa-Siton esta semana atraiu moradores de várias cid…