Câmara de Juazeiro-BA realizou Sessão Especial em defesa dos Bancos Públicos

0

A Câmara Municipal de Vereadores de Juazeiro-BA, debateu nesta terça-feira (11), o papel social dos bancos públicos, durante Sessão Especial proposta pelo vereador Agnaldo Meira (PC do B). A discussão reuniu lideranças sindicais, representações políticas e sociedade civil.

As organizações sindicais dos bancos públicos buscaram suscitar o debate com a população juazeirense, a respeito das principais contribuições dessas instituições para o desenvolvimento econômico da cidade, da Bahia e do país. As lideranças têm se mostrado contrárias as medidas do Governo Federal em privatizar as entidades públicas e defendem o fortalecimento dos bancos, com o investimento em infraestrutura, para melhor atender os clientes.

“Primeiro, os bancos públicos fazem o financiamento, com taxas de juros bem inferior aos bancos comerciais. A segunda questão básica é o fortalecimento dessas instituições. No momento em que fortalecemos os bancos, eles passam a ter um atendimento melhor. É importante destacar também que, mais de 50% dos créditos dessas entidades são destinadas para o pequeno produtor rural, então a população, de uma forma geral, é que vai perder”, explicou o diretor da Federação dos Bancários Bahia e Sergipe, Waldenir Britto.

” Essas instituições têm uma função social de trabalharem na perspectiva de alavancar o desenvolvimento, de oferecer um bom serviço à população, de possibilitar a democratização do crédito e de contribuir para que as pessoas possam ter uma ascensão econômica”, afirmou Rita Josina, presidente da Associação da Federação dos Bancos do Nordeste do Brasil (AFBNB).

FECHAMENTO DE AGÊNCIAS: O vereador Agnaldo Meira, mais uma vez, criticou o que ele chama de medidas arbitrárias do Governo Federal, a exemplo do fechamento das agências públicas em Juazeiro e no país, que tem resultado na demissão em massa de funcionários e dificultado o acesso da população ao crédito rural e urbano.

” Se não existisse os bancos públicos, o que seria dos programas sociais? É o momento de discutirmos e fortalecermos a soberania dos nosso país. Não tenho dúvidas de que esse debate nos enriquece, para continuarmos firmes nessa luta contra fechamento de agências, como aconteceu aqui em Juazeiro, com o Banco do Nordeste e o Banco do Brasil, que teve a agência transformada em posto. Defender os bancos públicos significa defender o patrimônio do nosso país”, explanou Meira.

O deputado estadual Zó (PC do B) também esteve presente à Sessão Especial e também tem se mostrado contrário as medidas do Governo Federal em privatizar as empresas públicas. “Naturalmente a empresa pública não dará o mesmo lucro que uma empresa privada, porque não é esse o seu objetivo. Essas entidades têm aspectos de inclusão social, que fomenta a difusão de investimentos, atendendo interesses sócias”, pontuou o deputado estadual.

A Sessão Especial em defesa dos bancos públicos também contou com a presença do presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro, Maribaldes Silva, do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro, Emerson José da Silva (Mitú), do representante do executivo municipal, Wilmar Ferreira, representantes da FEEB Bahia e Sergipe, do Sindicato dos Comerciários de Juazeiro, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sobradinho, da FETAG-BA, do SINDAE, do presidente da Câmara de Vereadores, Alex Tanuri e parlamentares da Casa Aprígio Duarte Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Em discurso, FHC diz que prefere vencer Lula nas urnas a vê-lo na cadeia

No discurso mais forte da convenção do PSDB, o presidente de honra, Fernando Henrique Card…