Atividades sociais dão continuidade às ações do Mês da Consciência Negra em Petrolina

0

As atividades em alusão ao mês da Consciência Negra estão a todo vapor em Petrolina. Nesta segunda-feira (19), foi iniciada uma série de ações coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH), voltadas para jovens; idosos; profissionais da prefeitura e com programação também para o público em geral. As atividades contam com o apoio de instituições parceiras e convidados.

A primeira comunidade visitada foi o Residencial Vivendas. No local, uma roda de conversa com crianças e adolescentes sobre a capoeira e sua influência na consciência negra reuniu uma centena de jovens. O convidado da noite foi o fotógrafo Jonas Santos. O profissional, junto com o Mestre de capoeira Pachelli e a secretária executiva de Juventude e Direitos Humanos, Bruna Ruana, abordaram temas como a importância da data; preconceito nas escolas; aceitação da identidade negra e sobre o papel transformador da capoeira dentro da sociedade.

 Nesta terça-feira (20), será a vez do Centro de Atenção à Pessoa Idosa (CAPI) integrar às atividades. Na quarta-feira (21) será o momento dos idosos do Centro de Convivência de Idosos – Rio Jordão. Nos dois equipamentos serão promovidas oficinas sobre Consciência Negra e Envelhecimento. A programação segue na quinta-feira (22), durante todo o dia, com o encontro “Juventude Negra: Desafios e Perspectivas”. O evento acontecerá no Auditório da Secretaria Executiva de Juventude e Direitos Humanos. Na quinta-feira, a partir das 18h30, acontece no auditório da UNINASSAU o debate: “O racismo e seus efeitos no cotidiano da população negra”. O encontro reunirá artistas e profissionais da região. A programação é aberta ao público e dispõe de certificado.

Para a secretária executiva de Juventude e Direitos Humanos, Bruna Ruana, a data precisa ser lembrada e sua relevância debatida. “Essa é uma data de reflexão e luta das pessoas negras em busca da superação da discriminação racial e de toda forma de preconceito, escolhida em Memória a Zumbi dos Palmares, que é uma referência na luta contra a escravidão. A Prefeitura de Petrolina combate diariamente todo tipo de discriminação em suas repartições publicas“, pontua.

A semana de atividades será encerrada com uma oficina voltada para os profissionais da prefeitura. O foco da atividade será o racismo institucional e seus efeitos dentro do projeto ‘Prefeitura sem Preconceito’. O evento acontecerá no Auditório da Secretaria Executiva de Juventude e Direitos Humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Família petrolinense viaja para Brumadinho (MG) em busca de informações de inspetor de máquinas que está desaparecido

Cláudio Márcio dos Santos, de 46 anos está entre os desaparecidos da tragédia do rompiment…