“A dificuldade financeira tem sido o principal desafio para o município”, afirma Secretária de Saúde

0

lucia

Na sessão ordinária desta Terça-Feira (14), a casa Plínio Amorim contou com a participação da Secretaria de Saúde, Lúcia Cristina Giesta Soares para prestação de contas do 3º quadrimestre de 2014, conforme Lei de responsabilidade Fiscal.

A audiência pública foi Autorizada pelo Presidente Osório Siqueira e entre os pontos abordados, a secretária destacou como anda atenção básica no município e os problemas como a falta de vacinas e de médicos em algumas unidades.

A secretária afirmou que, a falta de condições financeiras é o principal desafio do município e com isso, alguns atrasos ocorrem como, a falta de lotes para a vacinação e a reestruturação de equipamentos. “As emendas acabam restringindo o orçamento para a saúde e nós temos que segurar os investimentos para manter os serviços que estão sendo executados”, ressaltou.

Questionada sobre a falta de médicos em algumas unidades de saúde, Giesta nega: “não temos falta de médico, são 90 na atenção básica, nos serviços ambulatoriais com especialistas, então nós estamos numa situação nunca vista anteriormente em Petrolina”, explicou.

Giesta ainda respondeu, às recentes criticas do vereador Pérsio Antunes de que, a secretária teria influenciado o prefeito Julio Lóssio, a não conceder reajustes para os médicos. “não entendo isso como uma crítica, é a opinião particular do vereador e nós temos que respeitar”, destaca.  Segundo a secretária, o município tinha uma disponibilidade financeira concedendo alguns reajustes salariais para todas as secretarias, mas afirma que no momento, esse reajuste não será possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Continuam abertas inscrições para o 3° Encontro de Ouvidores de Pernambuco

Com o objetivo de promover a participação social e garantir o exercício do direito à cidad…